[Resenha] Não se esqueçam da rosa - Giselda Laporta Nicolelis


Avaliação: 3/5

Um livro de rara sensibilidade e beleza que mostra as consequências da destruição causada pela explosão da bomba atômica em Hiroshima. Hanako, uma garota de treze anos, corre risco de vida, pois sofre de osteopatia (degeneração progressiva dos ossos), uma doença que tem origem genética, pois as células reprodutoras de seu pai foram afetadas pela radioatividade a que estiveram expostas durante a explosão da bomba.
Todos nós já ouvimos falar da Segunda Guerra Mundial, mesmo que só de passagem, rapidamente. Esse é uma expressão bastante conhecida. Este livro retrata uma parte da história de vida de Hanako, uma pré-adolescente (ou seria adolescente?), filha de um japonês chamado Akio naturalizado como brasileiro e de uma brasileira. 

Quando Akio era menor, estava próximo ao local de onde a bomba de Hiroshima caiu. Não morreu, e não teve efeitos colaterais, mas não imaginava que as consequências poderiam chegar em sua pequena Hanako. A radioatividade alterou suas células reprodutoras, e Hanako foi atingida por isso. Ela começa a se sentir fraca e doente, e descobre que tem esta doença de degeneração progressiva dos ossos.

O livro reflete sobre as consequências da guerra, que depois de tantos anos ainda faz suas vítimas, pessoas inocentes, que não tiveram nada a ver com isso, e com a capacidade do homem de se auto-destruir. 

"Não se esqueçam da rosa" não é uma história com reviravoltas e suspense, é mais uma forma de reflexão. Na minha opinião, o livro é meio desinteressante. Mas gosto é gosto. Posso ter tido uma opinião, mas vocês poderão ter outra. Em resenhas no Skoob li a de uma pessoa que chegou a chorar. É isso! A gente se vê!

Informações sobre o livro: 
Autora: Giselda Laporta Nicolelis
Editora: Saraiva
Páginas: 61
Preço: R$29,90 - Livraria Cultura 





3 comentários:

© Incantevole, AllRightsReserved.

Designed by ScreenWritersArena